Organizadora ‘queridinha dos famosos’ dá dicas para preparar festas infantis

Organizar uma festa de aniversário não precisa ser uma tarefa estressante. Basta estabelecer prazos e definir uma lista de tarefas. A seguir, a organizadora de festas Andrea Guimarães, que preparou as festas de Rafaella Justus, filha de Roberto Justus e Ticiane Pinheiro, e de Maria, Clara e Helena, filhas de Rodrigo Faro e Vera Viel, dá cinco dicas para organizar uma festa infantil.

1. Reservar a data

Se a festa será realizada em um bufê, o ideal é reservar a data com seis meses de antecedência. “Sábados e domingos são dias disputados e, se os pais deixarem para marcar quando os preparativos da festa começarem de fato, podem perder a data”, alerta a organizadora.

Quem pretende fazer a festa em casa não precisa se preocupar com a reserva da data. No entanto, deve atentar-se à infraestrutura do local, que tem que acomodar todos os convidados e atrações da festa.

2. Escolha do tema

O segundo passo é definir o tema da festa e distribuir os convites, o que segundo Andrea, pode acontecer até três meses antes da data escolhida. “É quando a organização, que inclui escolha do cardápio e decoração, deve começar”, diz. E é o aniversariante quem define o tema, o que não é problema para crianças maiores de três anos. Mas, no caso de um bebê de até dois anos, a mãe pode mostrar mais de uma opção e ver qual mais agrada ao filho. “Estão na moda as decorações do filme Frozen e Meu Malvado Favorito, mas clássicos como os temas da Disney sempre estão entre os mais pedidos”, afirma a organizadora.

3. Definição do cardápio

O cardápio será definido após a degustação oferecida pelo bufê e a partir do perfil dos convidados. “Se a festa tem muitos adultos, é preciso ter um prato quente, como um risoto ou uma massa, e as guloseimas tradicionais, como cachorro-quente, salgadinho e pizza. Quando a comemoração reúne muitas crianças, o cardápio pode ter apenas guloseimas”, diz Andrea.

Para beber, não pode faltar água, suco e refrigerante. “Quem quiser também pode servir bebida alcoólica, mas eu não gosto, particularmente. Mas, se servir, o ideal é que ela seja solicitada ao garçom pelo convidado e não fique circulando nas bandejas”, sugere a organizadora. Uma alternativa ao ‘esquema’ é fazer um bar de caipirinha. “É uma tendência! E é bacana porque os convidados se servem”, comenta.

4. Recreação

Toda festa infantil precisa ter uma atração, além dos brinquedos e da música animada. “Até três anos, o ideal é fazer um teatrinho com fantoches ou ‘convidar’ um personagem para a festa. A partir dos três, oficinas e shows de mágica ou palhaços, por exemplo, são mais indicados”, sugere Andrea.

5. Decoração

Para Andrea Guimarães, a cenografia é a melhor alternativa para decorar uma festa de aniversário infantil. “É uma decoração que encanta e nunca sai de moda”, argumenta Andrea, que também é decoradora. “A ideia é usar um cenário que se movimenta e entrar totalmente no tema”, sugere.

Fonte: Caras